Consejos de Cría

Lo Sentimos! El contenido de esta página no está disponible en su idioma. Traducir con Google Traductor
MANEJO ANIMAL
Manejo de Éguas Prenhas
Então sua égua premiada está para dar a cria e não há mais nada o que fazer além de esperar até que o potro de seus sonhos nasça, certo? Errado! Nutrição, exercício, vacinações e gestação monitorada são fatores que, quando administrados cuidadosamente, podem melhorar suas chances de obter um recém-nascido saudável. Relatos de veterinários descrevem que, ao longo da gestação, a égua prenhe deveria ser mantida com uma ração equilibrada que lhe permitirá manter-se saudável e ativa. Outros dizem, ainda, que o ganho de peso excessivo ou perda devem ser evitados.

Um modo fácil de se determinar se o peso está correto é apalpar as costelas. Estas devem ser facilmente apalpáveis mas não devem ser visíveis. O exercício pode controlar também o ganho de peso em excesso. Equitação moderada e trabalho são normalmente seguros até o 5º mês de gestação. São encorajadas atividades físicas moderadas e exercícios livres ao longo de toda a gestação.

Protegendo a égua de parasitas, protege-se o feto também. Idade, alojamento, e participação em exposições contribuem para ameaçar a saúde em relação a parasitas. Sempre leia rótulos e confira com seu veterinário antes de aplicar qualquer medicamento. Certos produtos não são seguros para as várias fases de gestação.

Dicas adicionais sobre como controlar a exposição de éguas a parasitas:
· Todos os cavalos da propriedade devem entrar em um programa de vermifugação.
· Animais do mesmo pasto e de idade semelhante devem receber vermifugação juntos. Cavalos mais jovens são mais sensíveis e por isso apresentam uma carga parasitária maior, aumentando a infestação parasitária dos pastos pela via fecal.
· Evite alimentar os animais diretamente no chão.
· Cavalos em trânsito e recentemente adquiridos devem ser vermifugados e isolados de 1 a 2 semanas antes de serem colocados junto com os demais animais.
· Faça exames de fezes dos animais regularmente em laboratórios.
· Utilize sempre a dosagem recomendada.

Junto com um programa de vermifugação, um programa de vacinação coordenado por um veterinário é imprescindível. A gestação poderá ser monitorada por um veterinário manualmente ou por ultra-som. Éguas que tiveram problemas na gestação e na parição, são mais propensas a terem os mesmos problemas no futuro.
Gestações de alto risco podem ser causadas por conformação vulvar pobre, cólica, laminite e exposição a substâncias tóxicas. Éguas expostas ou infectadas com o herpes eqüino, têm uma probabilidade maior de abortar (aborto infeccioso).

Lembre-se sempre de observar estes fatores, pois os mesmos são de extrema importância:
· nutrição, · exercício, · grau de infecção parasitária,
· vacinações e
· gestação monitorada.

E nunca se esqueça de consultar seu veterinário.

Haras TGS

Publicada em 08/11/04 - 8568 visitas

Vuelta
© Copyright 1987-2020 Triple G Stud Farm — Design e Desenvolvimento por Adriano Oliveira